quarta-feira, 1 de abril de 2020

Bolsonaro sanciona com vetos auxílio de R$ 600 mensais a trabalhadores informais

O presidente Jair Bolsonaro sancionou com vetos, nesta quarta-feira (1º), a lei que estabelece um auxílio de R$ 600 mensais, por três meses, a trabalhadores informais.
O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, anunciou a sanção em rede social. A medida não tinha sido publicada no "Diário Oficial da União" até a publicação desta reportagem.
O auxílio tem o objetivo de diminuir o impacto da pandemia do coronavírus na renda dessas pessoas – que não têm carteira assinada e, por isso, foram mais afetadas pelas medidas de isolamento social.
Pela manhã, Bolsonaro anunciou em pronunciamento que sancionaria o texto ainda nesta quarta. Segundo ele, o auxílio deverá beneficiar 54 milhões de pessoas, com custo aproximado de R$ 98 bilhões. O governo ainda não anunciou o calendário oficial de pagamento.
No início da noite, o presidente da República afirmou que já tinha assinado a sanção da lei, mas só enviaria o texto à publicação junto com uma medida provisória (MP) para indicar a fonte dos R$ 98 bilhões. A MP deve criar um crédito extraordinário nesse valor.
"Para publicar, eu preciso de uma outra medida provisória com crédito. Se não, fica um cheque sem fundo na praça. Está certo? Daí, sim, deve terminar, deve terminar. Aí talvez traz em casa e eu assino, publico. No caso, agora não adianta publicar em Diário [Oficial da União] extra. Eu público no Diário ordinário de amanhã", declarou.
Enviado ao Congresso Nacional pelo governo, o projeto foi aprovado pela Câmara na semana passada e pelo Senado na última (30). A proposta original previa um auxílio de R$ 200 mas os parlamentares, com o aval do Executivo, aumentaram o valor para R$ 600.
Segundo o projeto, o auxílio será limitado a duas pessoas da mesma família. O texto aprovado ainda definiu que a trabalhadora informal que for mãe e chefe de família terá direito a duas cotas, ou seja, receberá R$ 1,2 mil mensais por três meses.
Vetos ao texto
O presidente Jair Bolsonaro vetou três itens do texto aprovado pelo Congresso Nacional. Segundo o Planalto, esses vetos foram orientados pelos ministérios da Economia e da Cidadania.
Com o veto, essas condições ficam excluídas do texto que entrará em vigor. Os vetos serão analisados pelo Congresso, que pode derrubar os trechos em definitivo ou restaurar a validade dessas regras.
Ampliação do BPC
O principal trecho vetado é o que garantia, na nova lei, a ampliação do Benefício de Prestação Continuada (BPC) definida pelo Congresso no início de março. Essa ampliação, segundo o governo federal, tem impacto de R$ 20 bilhões ao ano nas contas públicas.
A extensão do BPC foi definida quando o Congresso derrubou um veto de Bolsonaro ao tema. O ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União (TCU), chegou a adiar a mudança nas regras até a definição de medidas "compensatórias" para esse custo extra.
Dias depois, Dantas mudou de ideia e suspendeu todas as decisões por 15 dias. Segundo o ministro, a flexibilização das regras fiscais e de austeridade no contexto da pandemia do coronavírus poderia ser aproveitada, também, para garantir a inclusão de novos beneficiários no BPC.
Enquanto não há resposta definitiva, os parlamentares voltaram a incluir o tema na lei do auxílio emergencial. E, na análise final, Bolsonaro voltou a vetar o dispositivo. Segundo o governo, a medida fere a Constituição e a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).
Reavaliação dos critérios
O governo também vetou um dispositivo, aprovado pelo Congresso, que cancelava o auxílio emergencial do beneficiário que, ao longo dos três meses, deixasse de atender aos pré-requisitos.
Segundo o governo, esse ponto "contraria o interesse público" e gera um esforço desnecessário de conferência, mês a mês, de todos os benefícios que estarão sendo pagos. O Ministério da Cidadania defende que é preferível "concentrar esforços e custos operacionais" na construção de outras medidas de enfrentamento à Covid-19.
Restrição à conta bancária
O Palácio do Planalto também decidiu vetar uma regra que restringia o tipo de conta bancária onde o auxílio poderia ser depositado. Pelo texto aprovado, o benefício só poderia ser pago em "conta do tipo poupança social digital, de abertura automática em nome dos beneficiários", criada para receber recursos exclusivos de programas sociais, do PIS/Pasep e do FGTS.
Fila de prioridades
Em entrevista na segunda-feira (30), o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, informou que trabalhadores informais que recebem o Bolsa Família, e aqueles que estão no Cadastro Único, devem ser os primeiros a receber o auxílio.
Bolsonaro anunciou que sancionaria nesta quarta auxílio de R$ 600 a informais
No caso do Bolsa Família, o benefício não será acumulado. Se o pagamento de R$ 600 for mais vantajoso, haverá uma substituição automática e o trabalhador informal receberá apenas esse auxílio temporário. Ao fim desse período, se continuar atendendo aos critérios, ele volta a receber o Bolsa Família.
Trabalhadores informais que não constam em nenhum cadastro do governo devem ficar por último no cronograma de pagamento, que ainda não tem data para começar a ser feito.
Segundo Onyx, o pagamento deverá ser feito por meio de agências e aplicativos de bancos federais, como Caixa, Banco do Brasil, Banco da Amazônia e Banco do Nordeste, além de lotéricas e aplicativos desses bancos. (G1)

Prefeito de Manoel Vitorino flexibiliza decreto e permite reabertura parcial do comércio


A secretária Marcela Torres informou que, até o presente momento não há nenhum caso suspeito ou confirmado em nosso município e que as ações para conter a disseminação do novo corona vírus continuarão sendo mantidas. A Prefeitura, visando ampliar os serviços essenciais à população e evitar um estrangulamento da economia do município de Manoel Vitorino, sem descuidar das ações de contenção ao COVID-19, flexibilizou, e decretou a abertura parcial do comercio essa semana, o Capitão Dantas, comandante do 4º Pelotão de Manoel Vitorino, que trabalha exaustivamente junto ao comitê de saúde na contenção do vírus no município, gravou um áudio que foi divulgado em todas as mídias sociais, apontando quais as regras de segurança que os comércios devem adotar em seus estabelecimentos.
Todos os comércios de vendas e prestação de serviços poderão funcionar das 07:00 às 14:00 horas, entre eles, casas de materiais de construção, óticas, papelarias, oficinas de carros e motos, lojas de calçados, confecções, móveis, eletrodoméstico, padarias e supermercados, devendo obedecer na íntegra as recomendações de contenção ao novo corona vírus, como disponibilizar álcool em gel, uso de máscara, atender os cliente individualmente, entre outras.
É preciso que cada um de nós continue fazendo a nossa parte.
Manter o isolamento social é a melhor forma de evitar a disseminação desse vírus. (Portal Catingal)

Estado vai pagar conta de luz de 677 mil baianos pelos próximos três meses, diz governador

Rui anuncia apoio a baianos com Cadastro Social. Foto: Carol Garcia
Um anúncio feito pelo governador Rui Costa, na sede da Governadoria, no fim da tarde desta quarta-feira (1º), garantiu duas boas notícias para os baianos. Em função da crise gerada pelo novo coronavírus, o Estado vai assumir, pelos próximos 90 dias, o pagamento da conta de luz de mais de 677 mil pessoas que tenham Cadastro Social e consumam até 80 kilowatt (kW) por mês. Além disso, após atualização da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), a Bahia passou a registrar 34 pacientes curados da Covid-19, o que representa quase o dobro do número informado no último boletim divulgado pelo órgão.
De acordo com Rui, um projeto de lei que viabiliza a ação será enviado, já nesta quinta-feira (2), para a Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). ”Espero que esse projeto seja aprovado o mais rápido possível. Trata-se de mais uma iniciativa para ajudar quem mais precisa, pessoas em situação de extrema pobreza. Todo aquele consumidor que, atualmente, consome até 80kW por mês terá a conta de energia elétrica paga pelo Governo do Estado durante 90 dias. Ao todo, são 677.524 mil ligações, ou seja, mais de 677 mil famílias baianas ajudadas por essa iniciativa e com o dinheiro economizado pelos próximos três meses”, informou.
O governador reforçou que, mesmo chegando a 34 pacientes curados do novo coronavírus, as medidas de proteção à vida devem continuar. ”É importante que todos fiquem em casa e saiam apenas se for absolutamente necessário”, concluiu. (Marcos Frahm)

Prefeitura Municipal de Jequié - DECRETO Nº - 20.359 – EM 01 DE ABRIL DE 2020.




DECRETO Nº - 20.359 – EM 01 DE ABRIL DE 2020. Altera e adiciona dispositivos do Decreto no 20.354, de 24 de março de 2020, ampliando o rol de estabelecimentos autorizados a funcionar durante o período de isolamento, prorroga o período de suspensão das aulas na rede pública e privada no município de Jequié e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE JEQUIÉ - ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o disposto na Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020 e na Portaria MS/GM nº 356 de 11 de março de 2020: CONSIDERANDO a necessidade de garantir o funcionamento dos transportes de cargas essenciais e pessoas. CONSIDERANDO a essencialidade dos serviços privados de saúde na prevenção de doenças e sua capacidade de evitar abarrotamento dos sistemas de emergência públicos e privados. CONSIDERANDO as medidas adotadas para prevenção e controle do novo coronavírus (COVID-19), bem como a necessidade de adaptação a presente realidade e necessidade social; DECRETA: 
Art. 1º - Fica alterada a redação do caput do artigo 11 do Decreto no 20.354, de 24 de março de 2020, revoga os §§10 e 20 do mesmo artigo, acrescentando-lhe incisos, passando tudo a vigorar com a seguinte redação.
 “Art. 11. As clínicas médicas, fisioterápicas, odontológicas, veterinárias e demais clínicas, terão funcionamento permitido observadas as diretrizes de segurança epidemiológica emitidas pelo Ministério da Saúde além das seguintes condições: 
I – Deve-se proceder ao atendimento com horário marcado, com o devido espaçamento das marcações para que sejam evitadas aglomerações nas salas de espera.  
II – Deverá haver distanciamento entre os pacientes e funcionários sempre que não houver necessidade direta de contato. III – Os pacientes deverão ser orientados a se manter afastados uns dos outros, higienizar as mãos e evitar levar acompanhantes.
” Art. 2º - Fica alterada a redação do inciso IX, do artigo 7o Decreto 20.354, de 24 de março de 2020, acrescentando-lhe o inciso X, dá nova redação ao parágrafo único e lhe acrescenta o parágrafo segundo, passando tudo a vigorar com a seguinte redação: “Art. 7º... IX – Hospitais e Clínicas em Geral; X – PetShops. Parágrafo Único – Independente da sua condição essencial de funcionamento, os estabelecimentos previstos neste artigo estão sujeitos a fechamento caso gerem aglomerações por negligência ou sejam reincidentes na promoção de aglomerações decorrentes de sua atividade. Parágrafo Segundo – É dever dos responsáveis pelos estabelecimentos em funcionamento promover medidas ativas de prevenção, combate e mitigação de aglomerações em seu interior ou externamente, mas decorrente de sua atividade, sob as penas previstas neste Decreto
.” Art. 3º - O artigo 8º do Decreto 20.354, de 24 de março de 2020, passa a vigorar com a seguinte redação: “Art. 8º - Poderão funcionar, de portas fechadas, por delivery e retirada os seguintes estabelecimentos: 
I – Açougues, Peixarias e Distribuidoras de Alimentos em geral; 
II – Distribuidoras de Gás, Distribuidoras de Água e Bebidas, Lojas e distribuidoras de produtos essenciais à produção e acondicionamento de alimentos, Distribuidoras de Material de Limpeza; 
III - Lojas de produtos agropecuários indispensáveis à manutenção de lavouras, rebanhos e afins. 
IV - Restaurantes
Parágrafo Único - Bares, Lanchonetes, Quiosques, Lojas de Conveniência e Trailers de comercialização de alimentos poderão funcionar exclusivamente em regime de delivery.
” Art. 4º - Adiciona ao Decreto 20.354, de 24 de março de 2020, o seguinte artigo: “Art. 38 As empresas e profissionais liberais do ramo de obras, reformas e empreitadas, públicas e privadas, terão seu funcionamento autorizado respeitadas as medidas de segurança epidemiológica emitidas pelo Ministério da Saúde, SESAB e Secretaria Municipal de Saúde, além das seguintes condições:
 I – O número máximo de trabalhadores dentro de uma mesma obra não poderá exceder o limite de 20 (vinte) pessoas; 
II – O transporte dos funcionários não poderá gerar aglomerações em vans e ônibus, devendo ser observado distanciamento entre os funcionários transportados; 
III – Deverá haver higienização constante dos pontos de contato recorrentes tais como maçanetas, banheiros e ferramentas de uso coletivo. 
IV – Sempre que possível deverá haver uma setorização de funções que evite a aglomeração de funcionários numa mesma atividade.” Art. 5º - Adiciona ao Decreto 20.354, de 24 de março de 2020, o seguinte artigo: “Art. 39 - As unidades empresariais e estabelecimentos que integrem o setor que produz insumos para a construção civil, tais como olarias, serralherias, pedreiras, carpintarias e marcenarias terão seu funcionamento autorizado observadas todas as medidas de segurança epidemiológica enumeradas nos incisos do artigo 4º deste Decreto e nas diretrizes do Ministério da Saúde
.” Art. 6º - Adiciona ao Decreto 20.354, de 24 de março de 2020, o seguinte artigo: “Art. 40 - As borracharias, oficinas veiculares e lojas de autopeças terão seu funcionamento autorizado respeitadas as seguintes medidas de segurança epidemiológica
I – Deverá haver higienização constante dos pontos de contato recorrentes tais como maçanetas, banheiros e ferramentas de uso coletivo.
II – Os estabelecimentos descritos no caput terão a responsabilidade de atuar para que não haja aglomeração em suas estruturas, seja de clientes ou funcionários, sob pena de ter a sua autorização de funcionamento suspensa e demais penalidades aplicáveis pelo Decreto 20.354/2020, de 24 de março de 2020. 
Art. 7º - Fica prorrogada por mais 15 (quinze) dias, a suspensão das aulas nas escolas da rede pública municipal de ensino, bem como da rede privada, prevista no artigo 4o do Decreto no 20.347, de 16 de março de 2020. Art. 8º - As autorizações de funcionamento e demais permissões estabelecidas no presente Decreto se darão a partir do dia 02 de abril de 2020. 
Art. 9º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. 
Registre-se, publique-se e cumpra-se. 
SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO, EM 01 DE ABRIL DE 2020. 
LUIZ SÉRGIO SUZARTE ALMEIDA

COVID-19: ASSOCIAÇÃO JUDÔ AÇÃO INICIA CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO DE ALIMENTOS, HIGIENE PESSOAL E LIMPEZA PARA ATENDER CARENTES

Campanha de Arrecadação
A Associação Judô Ação, entidade responsável pelo Judô Ação – projeto de grande alcance social -, teve a excelente iniciativa de iniciar uma Campanha de Arrecadação de Alimentos, de Higiene Pessoal e de Limpeza com a finalidade de apoiar famílias em situação de vulnerabilidade social da cidade de Jequié, impactadas com a pandemia do novo coronavírus. O Rotary Club de Jequié-Norte, importante instituição com vasta experiência na atuação de campanhas de cunho social, anunciou seu total apoio a iniciativa que é coordenada pelos irmãos Diego Santos e Arlon Ferreira e que conta com a colaboração direta da diretoria da entidade e outros participantes.
As doações devem ser entregues no Ginásio de Esporte Aníbal Brito ou no Rotary Club de Jequié-Norte/Centro de Treinamento do Judô Ação, na Av. Lions Club, no Jequiezinho, das 8h30min as 17h30min. Em breve, serão anunciados os critérios de distribuição como local de entrega, beneficiados e outros. Participe! (Souza Andrade)

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE INFLUENZA É RETOMADA EM JEQUIÉ

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe foi retomada em Jequié, nesta quarta-feira (01abril20), com a chegada de nova remessa de doses encaminhadas pela para o Município pela Secretaria Estadual de Saúde (SESAB). Nesta primeira etapa, a vacina é destinada a um público prioritário formado por idosos e trabalhadores da saúde. Para o atendimento a essas pessoas, as Unidades de Saúde funcionam das 8h às 12h e das 14h às 17h.
Assim como ocorreu na semana passada, a Secretaria de Saúde atende até esta quinta-feira, dia 2, no Alto da Prefeitura, onde foi instalada uma unidade de vacinação no sistema “drive thru”, que funciona das 8h30 às 12h, com o público sendo vacinado sem precisar sair do carro. De acordo com a Prefeitura, estão disponibilizadas 300 doses, por dia, e as que não conseguirem se imunizar nesta unidade de vacinação, devem procurar a Unidade de Saúde mais próxima de sua casa. (Souza Andrade)

Primeiro caso confirmado de coronavírus em Ipiaú é de um médico

Foto: Reprodução
A Secretaria de Saúde de Ipiaú confirmou na manhã dessa quarta-feira o primeiro caso confirmado de covid-19 no município. A confirmação ocorreu na manhã dessa quarta-feira (01/04). O paciente, segundo apurou o GIRO, é um médico de Ipiaú, que já se encontra em isolamento domiciliar, desde o dia 18 de março, com medidas de proteção necessárias. Seguindo o protocolo da Sesab, os nomes de pacientes com suspeitas ou casos confirmados de covid-19 não são divulgados.
Ainda segundo a secretaria, o paciente já apresenta melhora no quadro clínico, segue em casa e sem sinais de alarme, monitorado pela equipe do Covid Ipiaú. Até o momento, o município de Ipiaú tem 11 casos suspeitos, sendo 05 descartados e 01 confirmado. Os outros cinco aguardam resultados do Laboratório Central da Bahia (LACEN). Na semana passada uma idosa, paciente do Hospital Geral de Ipiaú, residente no distrito do Japomirim, município de Itagibá, foi diagnosticada com o novo coronavírus (ver matéria). Os casos acendem o alerta na microrregião.
A secretária de Saúde de Ipiaú, Larissa Dias, reforça a importância da comunidade em compreender a atual situação enfrentada no país com a pandemia, a fim de evitar aglomeração, em especial, as pessoas vulneráveis. Desde o início da pandemia na Bahia, a secretaria de Saúde de Ipiaú divulgou o disque Covid Ipiaú (73) 99169-2376/ 98144-8055 e 98231-1014. (Giro Ipiaú)

Prefeitura de Jequié retoma campanha de vacinação contra gripe nesta quarta-feira


Iniciada em Jequié dia 24 de março, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe será retomada nesta quarta-feira, dia 1º. As remessas de vacinas são disponibilizadas pela Secretaria Estadual de Saúde (SESAB), à Prefeitura de Jequié, através da Secretaria Municipal de Saúde, e nesta primeira etapa, são destinadas a um público prioritário formado por idosos e trabalhadores da saúde. O dia “D” de mobilização nacional para a vacinação acontecerá no dia 9 de maio. Para o atendimento dessas pessoas, as Unidades de Saúde, em Jequié, estarão abertas das 8h às 12h e das 14h às 17h.
A Secretaria de Saúde estará, nesta quarta e quinta-feira, dias 1 e 2, com uma unidade de vacinação no sistema “drive thru”, instalada na Praça Duque de Caxias, no Alto da Prefeitura, das 8h30 às 12h, onde o público é vacinado dentro do carro. Como nem todas as pessoas, dentro do perfil de vacinação, possuem carro, serão distribuídas 300 doses, por dia, e as que não conseguirem se imunizar nesta unidade de vacinação, deverão procurar a Unidade de Saúde mais próxima de sua casa.
A campanha tem como meta a vacinação de 90% do público alvo. Em Jequié, dentro do perfil desta primeira etapa de vacinação, é de 50.892 pessoas. Dessas, 17.385 são idosos. A vacina contra Influenza não tem eficácia contra o coronavírus porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para coronavírus, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde. Estudos e dados apontam que casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos, grupo que corresponde a 20,8 milhões de pessoas no Brasil. Por isso, a primeira etapa da campanha contempla esse público..(PMJequié)

Aumento dos preços dos remédios é suspenso por 60 dias

Um acordo entre o governo federal e a indústria farmacêutica nesta terça-feira (31) estabeleceu que o reajuste anual de todos os remédios seja adiado por 60 dias, em decorrência da crise provocada pela pandemia de coronavírus. O reajuste, que seria de cerca de 4%, segundo a Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos, deveria entrar em vigor na quarta-feira (1º). “Em comum acordo com a indústria farmacêutica decidimos adiar, por 60 dias, o reajuste de todos os medicamentos no Brasil”, escreveu o presidente nas redes sociais. Durante entrevista coletiva nesta terça, o ministro Walter Souza Braga Neto, da Casa Civil, reafirmou o anúncio feito pelo presidente. (Jequié Repórter)

terça-feira, 31 de março de 2020

COVID-19: PREFEITURA DE JEQUIÉ APRESENTA VÍDEO EM QUE PEDE PACIÊNCIA À POPULAÇÃO


A Prefeitura de Jequié apresentou em redes sociais, nesta terça-feira (31mar20), um vídeo em que pede paciência e discernimento à população com relação a situação da cidade diante a pandemia do Covid-19. “É dessa forma que a gente pode combater o Coronavírus”, observa. E alerta: “Siga todas as orientações da Secretaria Municipal de Saúde. Juntos vamos vencer esse mal.” Clique e assista. (Jequié e Região)

Primeiro caso de animal com coronavírus é detectado; gato foi diagnosticado na Bélgica

iStock

O primeiro gato contagiado pelo novo coronavírus foi detectado na Bélgica. Segundo a agência federal para a segurança da cadeia alimentar, autoridade encarregada de proteger a saúde vegetal, animal e humana e garantir a qualidade dos alimentos na Bélgica, o caso é extremamente raro.
O animal teve dificuldade para respirar e diarreia após o contágio do novo coronavírus. O vírus foi transmitido para o gato por sua dona. Ambos permanecem em isolamento. Em humanos, o coronavírus entra no organismo por meio do nariz ou pela boca. Uma vez dentro do corpo, o vírus usa espinhos de proteína para se ligar a células do sistema respiratório e multiplicar-se. Após o contágio, o sintoma mais comum é a febre, segundo a Exame. 
Ainda não há evidência científica que possa ocorrer o contágio de coronavírus entre animais e humanos. No entanto, além do gato na Bélgica, dois cães em Hong Kong também contraíram a covid-19, causada pelo novo vírus. Os animais não apresentaram sintomas, exceto pelo gato. No total, no mundo, foram apenas três casos de contágio de animais.
“O risco de transmissão do vírus de animais para humanos é negligenciável, se comparado com o risco de transmissão por meio do contato direto com pessoas”, diz o comunicado oficial da agência de saúde belga.
Mesmo assim, especialistas recomendam evitar o contato com animais de estimação se você estiver doente, sempre lavar as mãos ter contato com os animais e não deixá-los lamber o seu rosto. (UOL)

Prefeito de Paramirim reduz salário em 50% devido a custos do município com novo coronavírus

Gilberto Brito reduz o salário em Paramirim. Foto: Reprodução
O prefeito de Paramirim, no Oeste baiano, reduziu o salário dele e do vice-prefeito, em 50%. A medida foi tomada em decreto, publicado na segunda-feira (30) pelo prefeito, Gilberto Brito.
Segundo o Decreto 028, a redução dos salários vale a partir desta quarta-feira (1°) e vai até quando durar a situação de emergência no município devido ao novo coronavírus. Até o momento, a cidade não registrou nenhum caso da Covid-19. As informações são do site Bahia Notícias.

COMUNICADO OFICIAL

A imagem pode conter: texto

Conquista registra primeiro caso de coronavírus; paciente é homem de 27 anos

Conquista registra primeiro caso de coronavírus; paciente é homem de 27 anos
Foto: Divulgação
Terceira maior cidade da Bahia, Vitória da Conquista, no sudoeste, registrou nesta terça-feira (31) seu primeiro caso de coronavírus. A prefeitura municipal através de um boletim em seu site oficial.
O diagnóstico foi dado a um homem de 27 anos que estava sob monitoramento. O boletim com os novos dados vai ser liberado em instantes pela Secretaria de Saúde do Município, segundo o comunicado da gestão municipal. (Bahia Notícias)

Ibirataia: Pharma Bahia doa álcool em gel para profissionais que estão nas barreiras de prevenção

A rede de manipulação Pharma Bahia, anunciou na semana passada, a doação de lotes de álcool em gel para os profissionais que estão atuando no combate ao Coronavírus (COVID – 19) nas barreiras de fiscalização implantadas nas entradas do município. O produto tem uma concentração de 70% de álcool etílico e faz parte da linha de produtos da empresa do ramo farmacêutico.Sediada em Gandu, no Baixo Sul da Bahia, a empresa alega que a doação foi motivada pelo sentimento de união que o momento atual exige, além dos laços familiares que o casal de empresários tem no município. De acordo com os proprietários da marca, Nathana Cajado e Rodrigo Brandão, “quando cada um faz sua parte, o todo fica cada vez mais forte”.Ibirataia segue sem casos do Covid-19 confirmados, com um em investigação, quatro notificados e quatro aguardando resultados. A prefeitura segue trabalhando em tempo integral, juntamente com a Secretaria de Saúde, Guarda Municipal e demais setores da administração pública, com o objetivo de amenizar os impactos causados pela doença.
Nesta segunda – feira (30), foram divulgadas novas medidas para controlar a economia do município, no momento em que o país atravessa a crise, onde a maioria dos comércios tiveram redução das vendas devido aos decretos federal e estadual. No decreto municipal, a prefeitura autoriza estabelecimentos comerciais a implantarem um balcão de recebimentos de pagamentos, para que os empresários recebam vendas à crédito, o popular fiado. (Rahiana Costa / Giro em Ipiaú)

É TEMPO DE SOLIDARIEDADE!


Bahia Notícias mostra como as 20 maiores cidades baianas enfrentam novo coronavírus

Bahia Notícias mostra como as 20 maiores cidades baianas enfrentam novo coronavírus
Feira de Santana / Foto: Divulgação

As 20 cidades mais populosas da Bahia tomaram medidas para conter o avanço do novo coronavírus. O Bahia Notícias apurou o que essas cidades fizeram para controlar aglomerações e estimular o isolamento social. Abaixo, vejo como elas têm enfrentado a pandemia.
 

Salvador
A prefeitura decretou situação de emergência enquanto perdurar a declaração de emergência internacional. Na cidade, o expediente das atividades públicas municipais [não essenciais] foi suspenso, o atendimento das Prefeituras-Bairro foi restringido, os shoppings tiveram as atividades suspensas, e o Mercado Modelo e o Elevador Lacerda foram fechados. Escolas municipais e particulares seguem fechadas, inicialmente, até o dia 1° de abril. Parques públicos estão fechados também e seis praias continuam interditadas até o dia 4 de abril. O comércio de rua está com lojas com área total superior a 200 metros quadrados fechadas também até o dia 4 de abril.

Feira de Santana
Estão fechados até o dia 6 de abril comércio, bares e restaurantes, Mercado de Arte Popular, Feiraguai, shoppings e galerias. Abrem apenas as lojas de EPIs [Equipamentos de Proteção Individual, como máscaras e luvas descartáveis], as feiras, os supermercados, postos de combustíveis, bancos, casas lotéricas, frigoríficos e o Centro de Abastecimento. O transporte público na cidade continua, mas com frota reduzida.
As aulas das escolas públicas municipais e creches estão suspensas até o dia 19 de abril. Cinemas, teatros e casas de espetáculo, parques infantis e centros esportivos também estão fechados até o dia 19 de abril. Equipamentos públicos administrados pela prefeitura como o planetário, os parques e as bibliotecas estão com as atividades suspensas por tempo indeterminado.
 
 

Vitória da Conquista
O prefeito flexibilizou o decreto que fechou o comércio da cidade. Desde a sexta-feira (27) funcionam frigoríficos, hortifrutis, lojas de produtos para animais, vidraçarias, padarias, lotéricas, bancos, lojas de autopeças, oficinas e borracharias. Escolas públicas e privadas estão fechadas até o dia 4 de abril. O comércio de varejo e atacado e os shoppings também devem ficar fechados por igual período.

Camaçari
Shoppings, restaurantes, bares e centros comerciais estão sem funcionar até o dia 6 de abril. Estão abertos estabelecimentos de atividades essenciais, como venda de alimentos e medicamentos, assistência médica e hospitalar, combustíveis. Lagos, lagoas e praias de todo o município estão interditadas. Ficam suspensas academias, igrejas e outros locais ou eventos que possam causar aglomerações.

Itabuna
A prefeitura decretou estado de emergência na cidade. Estão fechados o comércio, shoppings, igrejas, cinemas e restaurantes até 4 de abril. Já as escolas estão com o calendário suspenso até o dia 20 de abril. Na cidade, qualquer evento está proibido, e o transporte público funciona parcialmente. 

Juazeiro
Até o dia 13 de abril estão suspensos comércio, bares, restaurantes e eventos festivos. Liberados apenas supermercados, mercadinhos, padarias, açougues, casas de rações e defensivos agrícolas. Nestes locais terá de haver distanciamento e limite máximo de pessoas em cada ambiente. As aulas também continuam suspensas. Bancos e casas lotéricas funcionam.

Ilhéus
Estabelecimentos comerciais de qualquer segmento estão com atividades suspensas, assim como bares, restaurantes, casas noturnas, templos de qualquer culto e instituições como Rotary, Lions, Maçonaria, Centros Espíritas e afins. Cabanas de praia e o acesso às praias também estão interditados. O transporte coletivo foi interrompido. Continuam em funcionamento farmácias, lojas de alimentos em geral, lojas de venda de alimentação e remédios para animais, distribuidores de gás, lojas de venda de água mineral, padarias e postos de combustível.

Prefeitura de Ilhéus/ Foto: Divulgação 

Lauro de Freitas
Com o decreto de calamidade pública decretado, estão suspensas, até o dia 9 de abril, as atividades de casas de shows e espetáculos, boates, salões de dança, casas de festa, salões de beleza, bares, restaurantes, pizzarias, lojas de conveniência, clínicas e lojas de comércio em geral. Equipamentos esportivos estão fechados pelo mesmo período. Já shoppings, centros comerciais, comércio de ambulantes e barracas não podem funcionar até o dia 4 de abril. Parques públicos, escolas, faculdades e demais instituições de ensino, academias, cinemas e teatros estão fechados.

Jequié
O município restringiu o tráfego injustificado de pessoas. Barreiras sanitárias foram montadas nas entradas da cidade, sem a proibição da saída de pessoas. O acesso só poderá ser feito por moradores, profissionais essenciais e veículos de transporte de carga. Casas de shows e espetáculos, cinemas, clubes, academias, clínicas, igrejas e o transporte coletivo estão estritamente proibidos. Clínicas e consultórios que não funcionem como hospitais ou urgência e emergência ficarão fechadas.
Poderão funcionar, de portas fechadas, exclusivamente em regime de delivery os seguintes estabelecimentos: bares, restaurantes, lanchonetes, quiosques, lojas de conveniência e trailers de comercialização de alimentos; açougues, peixarias e distribuidoras de alimentos; distribuidoras de gás, distribuidores de água e bebidas, lojas e distribuidoras de produtos essenciais à produção e acondicionamento de alimentos e distribuidoras de material de limpeza; pet shops e lojas de produtos agropecuários indispensáveis à manutenção de lavouras, rebanhos e afins.

Alagoinhas
Comércio e lojas de serviços em geral devem ficar fechadas até esta quarta-feira (31). A medida não se aplica a estabelecimentos de gêneros alimentícios, postos de combustíveis e distribuidoras de gás, farmácias, bancos lotéricas, clínicas veterinárias e pets shops. Bares e restaurantes também serão fechados, podendo funcionar apenas com entrega em domicílio ou entrega no veículo, inclusive com entrega a pessoas através da compra direta, sem aglomerações.
Também ficam suspensas, por prazo indeterminado, os cultos e demais celebrações religiosas, independentemente do número de participantes. A cidade restringiu o acesso de veículos e pessoas. Só terão acesso pessoas que comprovem residência ou trabalho no município, além de veículos oficiais, transportadoras e veículo que transportem pessoas para realização de exames e consultas fora da cidade e veículos com placa registrada em Alagoinhas.

Teixeira de Freitas / Foto: Reprodução / Youtube

Teixeira de Freitas
A prefeitura recomendou a redução do quantitativo de veículos do transporte coletivo até 5 de abril. Fica proibido, enquanto perdurar o estado de emergência, o funcionamento de salões de festas, clubes, academias, salões de beleza, clínicas e consultórios odontológicos ou de fisioterapia, equipamentos esportivos e motéis. Bares, restaurantes e lanchonetes próximos de feiras livres estão com o funcionamento restrito ao horário das 7h00 às 13h.
Feiras e mercados só poderão comercializar gêneros alimentícios. Bancos, lotéricas, estabelecimentos de assistência à saúde, supermercados, armazéns, padarias e outros estabelecimentos similares estão autorizados a funcionar, desde que evitem aglomerações.

Barreiras
Está suspenso até o dia 5 de abril o atendimento presencial ao público em estabelecimentos comerciais e congêneres. A suspensão não se aplica a: farmácias, inclusive de manipulação; clínicas de atendimento das áreas da saúde, consultórios médicos e estabelecimentos afins; clínicas veterinárias, para atuar em regime de emergência, bem como para a comercialização de medicamentos; distribuidoras de água e gás; postos de combustíveis, inclusive as lojas de conveniência, restaurantes e lanchonetes que funcionem nas próprias dependências.
Também podem funcionar mercados, supermercados, hipermercados, padarias, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e demais comércios de gêneros alimentícios; hotéis e pousadas; estabelecimentos bancários, para a realização de serviços essenciais; casas lotéricas; casas agropecuárias e estabelecimentos congêneres e etc. A medida permite que os estabelecimentos proibidos de funcionamento aberto ao público possam funcionar por meio de aplicativos, telefones e demais meios, inclusive por meio de delivery e drive thru.

Porto Seguro
Com o decreto de situação de emergência, empresa de transporte coletivo deverão intensificar a higienização da frota e a limitação da lotação em 30 passageiros sentados por veículo. As balsas do Rio Buranhém só poderão transportar 50% do limite de passageiros da embarcação. Está fechado para visitação o Parque Marinho do Recife de Fora, Cidade Histórica, Arraial D’Ajuda, Trancoso, Praia do Espelho e Caraíva. Até 4 de abril estão com atividades suspensas: casas noturnas, tabacarias, boates e similares; academias de ginástica; teatros, cinemas, circos e demais casas de eventos; galerias, shoppings centers e comércios em geral; centro de atividades esportivas; cultos e atividades religiosas com mais de 50 pessoas; restaurantes, bares, lanchonetes e barracas de praia; ambulantes de alimentos e bebidas.
Restaurantes, bares e lanchonetes têm autorização para funcionamento no sistema de delivery. Ficam mantidos os serviços de saúde de urgência, emergência e internação, farmácias, laboratórios, postos de combustíveis, distribuidoras de água e gás, serviços funerários, mercados, supermercados, açougues, padarias, casas de ração animal e clínicas veterinárias. Hotéis não podem receber hóspedes do exterior ou de localidades que tenham casos de transmissão comunitária do novo coronavírus. Feiras livres estarão autorizadas a funcionar, respeitando a distância recomendada entre as barracas.

Simões Filho
Está suspenso, até o dia 4 de abril, o funcionamento de bares e casas de shows situados às margens da BR-324, da BA-093 e da BA-526. O horário de atendimento das repartições municipais foi reduzido. As atividades das secretarias de Esporte, de Cultura e de Habitação foram suspensas. A prefeitura também suspendeu o funcionamento do Mercado Municipal e dos centros comerciais que estão sob gestão dela. A suspensão total ou parcial das dos demais estabelecimentos comerciais também foi recomendada. 

Paulo Afonso
O comércio não funciona até o dia 4 de abril. Estão fechados todos os estabelecimentos comerciais, galerias ou polo comerciais de rua, clubes, associações de futebol, associações recreativas, academias, bares, restaurantes, boates, casas de espetáculos e casas de eventos. Conveniência de postos de gasolina, casas lotéricas, autoescolas, salas de saúde pública e privada odontológica, exceto aquelas relacionadas ao atendimento de urgências e emergências também estão interrompidos. As medidas atingem atividades turísticas e atividades em templos religiosos.
Apenas continuam em atividade: hospitais, unidades de saúde, laboratórios de análises clínicas, setores farmacêuticos e psicológicos, clínicas de fisioterapia e de vacinação; distribuidoras e revendedoras de gás e água; postos de combustíveis, supermercados, padarias e congêneres; feiras-livres, desde que respeitado o espaçamento mínimo entre as bancas. Nos limites dos municípios, a prefeitura montou barreiras sanitária, com suspensão temporária do ingresso de turistas e de pessoas de outras localidades.

Eunápolis
A administração municipal baixou um decreto que determina a suspensão do funcionamento do comércio até o dia 5 de abril. Estão fechados também casas noturnas, academias, cinemas, circo, restaurantes, bares e lanchonetes, cultos, missas e celebrações religiosas. Poderão permanecer em funcionamento, respeitando as normas de higiene e determinações de combate ao coronavírus (sobretudo acúmulo de pessoas) os hipermercados, supermercados, mercearias e padarias, farmácias, drogarias e laboratórios.
Além de postos de combustíveis, lojas de conveniência, revenda de gás e água mineral, revenda de equipamentos hospitalares, feiras livres, açougues e peixarias, lavanderias, clínicas veterinárias e lojas de ração e medicamentos para animais.

Santo Antônio de Jesus / Foto: Reprodução / Youtube

Santo Antônio de Jesus
Seguem fechados até 6 de abril todos os estabelecimentos comerciais, industriais e prestação de serviços, o que inclui os clubes recreativos. A suspensão não se aplica aos supermercados e congêneres, agências bancárias, indústrias de alimentos e farmacêuticas, distribuidora de gás, revendedores de água mineral, postos de combustível, hotéis e pousadas, farmácias, laboratórios, clínicas, hospitais e demais serviços de saúde, desde que adotadas as medidas de prevenção estabelecidas.
A frota de ônibus foi reduzida em 35% pelo mesmo período. Já a entrada e saída de veículos de transporte coletivo de passageiros, público e privado, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans está proibida até o dia 4 de abril.

Valença
Estão suspensos cultos religiosos e eventos coletivos até o dia 21 de abril. As repartições públicas essenciais estão sem atendimento ao público externo. As escolas estão com as aulas suspensas até o dia 21 de abril também, assim como o transporte escolar. O funcionamento de depósitos, almoxarifados, empresas e indústrias, se limita em até dez funcionários por turno.
Casas lotéricas devem atender prioritariamente os beneficiários de programas federais. O comércio está fechado até o dia 6 de abril. A exceção são para supermercados, mercados, abatedouros, postos de combustíveis e etc. Bares, restaurantes e barracas de praia devem atender por delivery. 

Candeias
Ficam suspensos até 20 de abril estabelecimentos comerciais, academias, agências lotéricas, bares, restaurantes, pizzarias, lanchonetes e casas de show, espaços esportivos e clínicas. Durante o prazo, na Central de Abastecimento funcionarão apenas os estabelecimentos que comercializam gêneros alimentícios.
Poderão funcionar ao público farmácias, supermercados, mercearias, padarias, postos de combustíveis, distribuidoras de água e gás, funerárias, serviços de urgência e emergência, emergências veterinárias e laboratórios. Ficam suspensos, por prazo indeterminado, os atendimentos ambulatoriais de natureza eletiva nos serviços municipais.

Jacobina
Até 4 de abril ficam fechados estabelecimentos comerciais, inclusive ambulantes, trailers e congêneres no município. A medida não vale para supermercados e mercearias, farmácias e farmácias de manipulação, distribuidoras de gás e água, postos de combustível, padarias, estabelecimentos que comercializam refeições e bancos. Também devem suspender o trabalho, até 4 deabril, prestadoras do transporte público municipal e de transporte escolar. (Bahia Notícias)

Depois decreto que mantém comércio fechado, Jaguaquara volta a falar em caso suspeito de Covid

PM e Guarda cobra cumprimento de decreto. Foto: Marcos Frahm
A Polícia Militar de Jaguaquara e a Prefeitura continuam cobrando o cumprimento de medidas que restringem o funcionamento do comércio local. Desta feita, um novo decreto, de Nº 049, datado desta segunda-feira (30), até que flexibiliza o comércio, sobretudo os estabelecimentos que comercializam produtos essenciais à população, mas as atividades econômicas ainda funcionam de maneira parcial na maior cidade do Vale do Jiquiriçá.
Nesta segunda, inclusive, a PM e a Guarda Municipal atuaram conjuntamente nos pontos detectados com aglomerações, como correspondentes bancários e instituições financeiras, como o Banco Bradesco, onde os agentes da segurança pública pediram para que as pessoas que formavam fila para fazer movimentações bancárias mantivessem distância de uma para outra objetivando evitar aglomerações como forma de prevenção co coronavírus. Uma farmácia na Rua Gomes Pinta, principal via do Centro da cidade chegou a ser fechada temporariamente por conta do grande número de clientes em frente ao estabelecimento.
O novo decreto permite o funcionamento de atividades em feira livre, centro de abastecimento de alimento, frigoríficos, estabelecimentos relacionados a cadeia produtiva de gênero alimentício, clínicas veterinárias, segurança privadas, bancos loterias e cooperativas de créditos, lojas de materiais de construções, vidraçaria, marmoraria, serraria, serralheria e os demais relacionados a cadeia produtiva da construção civil, loja de auto peças, borracharias, oficinas mecânicas e outros com comercialização voltada para  a manutenção de veículos automotores.
Novo caso suspeito de Covid-19
A Prefeitura, que até então comemorava o fato de os quatros casos que eram classificados como suspeitos terem sido descartados pela SESAB voltou a anunciar mais um caso suspeito, nesta segunda-feira, horas depois de baixar novo decreto com medidas restritivas.  A Secretaria Municipal de Saúde informou haver mais um suspeito de contaminação pelo novo coronavírus.
Revelou ainda que a coleta já foi feita e encaminhada para o laboratório de análises na capital baiana e segue aguardando resultado. Até o momento, Jaguaquara registrou 05 notificações com 04 casos descartados. (Marcos Frahm)

Mudança na direção geral do Hospital Prado Valadares, de Jequié

No ápice da crise determinada pelo coronavírus, o Diário Oficial do Estado (DOE), traz na edição desta terça-feira (31), decreto simples assinado pelo governador Rui Costa, exonera a pedido Polliana Leandro Oliveira, do cargo de diretora geral do Hospital Geral Prado Valadares-HGPV, com a nomeação imediata para o cargo, de Deborah Martins Rocha Andrade. É de conhecimento público, que a escolha de profissionais para cargos de comando na unidade pública de saúde estadual, passam por avaliação e indicação da primeira dama do estado, a jequieense Aline Peixoto. A enfermeira Polliana Leandro, exercia a direção do HGPV, desde março de 2017, quando foi nomeada em substituição ao enfermeiro Bráulio José Ferreira Neto, que estava na direção do hospital havia dois anos.  A ex-diretora geral compartilhou em sua página pessoal no Instagram sua despedida e agradecimento  aos profissionais que estiveram ao seu lado durante o período em que esteve no cargo, com o título: “Todo ciclo, tem começo, meio e fim…” (Jequié Repórter)

segunda-feira, 30 de março de 2020

Bahia registra segunda morte por coronavírus; vítima estava internada no Aliança

Bahia registra segunda morte por coronavírus; vítima estava internada no Aliança
Foto: Divulgação
O secretário de Saúde do estado (Sesab), Fábio Vilas-Boas confirmou a segunda morte pelo novo coronavírus na Bahia. Trata-se de um homem de 64 anos que era diabético e hipertenso. A vítima estava internada no Hospital Aliança, em Salvador.  
“Com muita tristeza uno-me aos familiares, amigos e profissionais do Hospital Aliança que travaram uma longa batalha pela vida de um paciente de 64 anos, previamente hígido, segunda vítima fatal do #COVID?19 na Bahia”, escreveu o secretário.
Conforme apurou o Bahia Notícias, a vítima foi o engenheiro civil Marcos Souza, um dos sócios da Ebisa. 
Segundo o hospital, ele estava internado desde o dia 17 deste mês, e faleceu às 18h45. (Bahia Notícias)

Voluntários doam equipamento de proteção facial para profissionais de saúde do HGI

Fotos: Divulgação
Em tempos de Covid-19 a solidariedade faz a diferença. Entidades públicas e privadas, juntamente com alguns segmentos da sociedade civil, se uniram para promover a doação de equipamentos de proteção facial aos profissionais de saúde que participam diretamente do atendimento aos pacientes do Hospital Geral de Ipiaú.
As mascaras “face shield” foram adquiridas com recursos arrecadados através de uma vaquinha eletrônica e são compostas por um suporte, impresso em 3D, e uma película de plástico que cobre todo o rosto. Elas podem ser reutilizadas após a devida higienização.
O Diretor Geral do HGI, Alex Miranda, expressou sua gratidão a todos que participaram desse ato de solidariedade e lembrou que os EPI’s recebidos serão de fundamental importância para o trabalho dos profissionais que estão na linha de frente do enfrentamento à pandemia. A união de forças é fundamental para que se possa vencer cada batalha desta guerra contra o Coronavirus, um inimigo invisível e muito perigoso. Que o gesto dos doadores sirva de exemplo a outras entidades e cidadãos. ( Giro/José Américo Castro).

Mineração é incluída em atividades essenciais

Após pressão do setor de mineração diante das restrições em suas operações pela pandemia do coronavírus, o Ministério de Minas e Energia (MME) editou portaria (135/2020) na qual considera essencial a disponibilização dos insumos minerais necessários à cadeia produtiva de atividades essenciais.
Foram consideradas essenciais a pesquisa e lavra de recursos minerais; o beneficiamento e processamento de bens minerais; a transformação mineral; a comercialização de produtos e escoamento de produtos gerados na cadeia produtiva mineral e transporte e entrega de cargas da cadeia produtiva.
Nesta segunda-feira (30), o MME publica três portarias criando comitês nos setores de mineração, petróleo e gás, e energia elétrica para ver como ficam as operações dessas atividades diante da pandemia.Com o avanço da doença no País, as empresas têm reduzido efetivos e sido obrigadas a evitar aglomerações, entre outras medidas para conter o coronavírus entre seus empregados. *Com informações do UOL (Giro Ipiaú)

COMÉRCIO DE JEQUIÉ CONTINUA PARADO DURANTE A PANDEMIA DO CORONAVÍRUS

Imagem: Souza Andrade
O comércio de Jequié continua parado durante a pandemia do coronavírus. Porém, principalmente devido a procura por serviços ofertados pelos bancos, lotéricas e farmácias, ainda assim é grande a circulação de pessoas no centro nesta manhã desta segunda-feira (30mar20). No Bradesco, por exemplo, a aglomeração voltou a se repetir. A orientação é para as pessoas não saírem de casa injustificadamente para evitar a propagação do novo coronavírus, que já matou milhares de pessoas no mundo.
Com relação a reabertura ou não do comércio da cidade, o assunto está em pauta. O decreto do prefeito Sérgio da Gameleira, com medidas restritivas, vai até segunda-feira, dia 6 de abril. Enquanto isso, os números e as informações que chegam a prefeitura são avaliados dia a dia. Contra as pretensões dos que defendem a reabertura das lojas, pesam o resultado de alguns estudos como um divulgado no dia 27 de março/2020 que mostra o seguinte: “sem isolamento, o Brasil pode ter até 1 milhão de mortes”. Tal situação reforça a ideia de diminuir ainda mais a circulação das pessoas.
O especialista David Uip, uma das vítimas do novo coronavírus, disse: “Se nós conseguirmos, através de distanciamento das pessoas, achatar a curva de ascensão, nós teremos menos infectados, menos impacto no serviço de saúde. Se as pessoas não entenderem que esse confinamento nesse momento é importante, nós vamos ter uma subida rápida do pico de doentes e isso vai ter repercussão em todo o sistema. Não tem sistema do mundo que aguente o pico de ascensão de uma pandemia, ainda mais para um vírus que é infectante.” (Souza Andrade)